duvidas frequentes ligamento cruzado anterior lca
3 Gostou

Reconstrução do LCA: todas as suas dúvidas respondidas!

Um dos posts que mais bombam aqui no blog não é sobre emagrecimento nem sobre corrida: é sobre uma cirurgia! Mais precisamente, um que eu escrevi ao completar 12 meses de pós-operatório do LCA (ligamento cruzado anterior, no joelho). O post é este aqui, caso alguém tenha curiosidade de ler ou queira apenas reler a história.

E como quase todos os dias eu recebo mensagens da galera que entrou pro time dos lesionados, pedi ao Dr. Rodrigo Moraes, sócio-diretor da Sport Fisio Center, que respondesse às dúvidas mais comuns de vocês. Bem melhor, né? Assim a gente já faz um FAQ sobre o assunto e vamos atualizando juntos, sempre que for o caso =)

O legal é que o Dr. Rodrigo é fisioterapeuta, manja TUDO de fisioterapia esportiva (ainda mais quando o assunto é joelho) e vem cuidando de mim e da minha tendinite de quadril (lembram que já contei neste post?), que tá a cada dia melhor, diga-se de passagem. Ou seja: estamos todos em ótimas – e especializadas – mãos!

Eu preparei as perguntas com base no que vocês sempre me mandar, ok? Espero que possa ajudar quem vem até aqui buscando respostas ou até mesmo um apoio emocional.

Bóra?

FAQ: RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR (LCA)

– Quais são os principais mecanismos de lesão do LCA? E quais os mais comuns que você costuma receber na clínica?

O principal é a torção do joelho com o pé fixo no chão, que ocorre com mais frequência durante a atividade esportiva. A segunda causa são os acidentes do cotidiano envolvendo carro, moto, bicicleta, entre outros. Os casos mais comuns que recebemos são os de entorse ocorridos durante partida de futebol de final de semana.

– Existem pessoas que são mais suscetíveis do que outras ou todo mundo está exposto ao risco de lesionar o LCA? Existem atividades (profissionais ou de lazer) que aumentam esse risco?

As mulheres são mais suscetíveis à lesão do que os homens porque têm o joelho valgo (joelho para dentro). Isso, durante a atividade física, pode potencializar o estresse à articulação, causando a lesão não somente do LCA, mas de outras estruturas do joelho.

As atividades que elevam o risco são o futebol de final de semana e os esportes com mudança de direção (futsal, handebol, basquete, entre outros). No caso das mulheres, atividades que envolvem saltos e impactos também elevam o risco. As atletas, principalmente, são as mais suscetíveis.

– Quanto tempo após a cirurgia recomenda-se o início da fisioterapia? E quanto tempo dura a reabilitação?

O LCA pode começar a ser tratado logo após o procedimento cirúrgico. Normalmente já se começa no próprio hospital.

A reabilitação total ocorre em até um ano. Mas em seis meses já é possível retomar a prática da atividade física, sem restrições.

Outras funções do cotidiano, como dirigir, andar sem o auxílio de muletas, ou seja, ganhar de um modo geral mais mobilidade e autonomia, acontecem bem mais cedo. Tenho pacientes que ganharam amplitude de movimento e voltaram a dirigir em 20 dias do pós-operatório ou até menos. Isso depende muito do tipo de cirurgia que foi realizada porque as lesões de Ligamento Cruzado Anterior são associadas a outros tipos de lesões como a de menisco medial, Ligamento Colateral Medial, cartilagem e até contusões ósseas.

Se durante o procedimento houver algum tipo dessas lesões pode estender o prazo de recuperação.

– Quais os principais cuidados no pós-operatório?

Seguir todas as recomendações médicas, evitar a sobrecarga no joelho operado porque pode perder o enxerto da cirurgia ou ter algumas complicações, como deslocamento de parafuso para dentro da articulação, fratura óssea, fibrose articular, sinovite (inflamação da membrana que reveste as articulações), entre outras.

– Por quanto tempo é normal sentir dores no pós-operatório? Na movimentação e/ou no repouso?

Hoje, com o avanço das técnicas de cirurgia, praticamente não se sente dor após o procedimento cirúrgico. O que pode ocorrer é que, durante o ganho de ADM (flexão ou extensão do joelho) se tenha o desconforto do movimento de ganho de amplitude. Mas essa dor é momentânea, sentida só durante o momento que o fisioterapeuta dobra e estica o joelho. Na minha clínica, por exemplo, uso o CPM (Movimento Passivo Contínuo). Esse aparelho eletrônico faz o movimento de flexão e extensão com precisão, de acordo com a programação pré-definida. Ou seja, a cada dia o paciente ganha amplitude de movimento de forma controlada.

– Estalidos no joelho ao tentar uma caminhada são normais nos primeiros dias do pós-operatório?

Sim. Isso acontece por causa do edema intraarticular que causa a inibição muscular.

– Em quanto tempo, geralmente, o joelho desincha e volta à forma normal? Pode acontecer de não desinchar totalmente e ficar um joelho diferente do outro esteticamente?

Em até três meses porque depende muito da resposta de ativação muscular do paciente para o bombeamento do edema.

Não desinchar totalmente é muito difícil. Isso somente ocorre se houver alguma intercorrência durante o pós-operatório, como infecções ou rejeições ao enxerto.

– A recuperação dos movimentos é total ou existem casos de pacientes que não conseguem e ficam com limitações e sequelas?

São mais difíceis, mas existem casos de pacientes que ficam com limitações. Isso depende muito dos cuidados com o pós-operatório. Por isso que é muito importante seguir as recomendações médicas e procurar um bom fisioterapeuta. O paciente tem que ficar atento às promessas de protocolo acelerado de recuperação, pois existem fases do tratamento fisioterápico que devem ser respeitadas.

– Depois de receber alta da fisioterapia, quais os cuidados que o paciente deverá ter com o joelho operado?

Manter o fortalecimento do quadríceps e os exercícios proprioceptivos para manter a estabilidade do joelho.

– E a perda muscular? Ela acontece mesmo com a fisioterapia? Se sim, em quanto tempo isso começa a acontecer depois do pós-op?

A diminuição do volume muscular já é notada logo após a lesão por causa do processo inflamatório e dor. Geralmente, após o entorse, o médico indica o uso de tala para estabilizar a articulação e evitar outros tipos de lesão. A fisioterapia é realizada para devolver a função do músculo que se encontra inibido pelo processo cirúrgico.

– O fortalecimento é indicado a partir de quanto tempo de pós-operatório? Seria apenas musculação ou um funcional também é adequado?

O fortalecimento já começa desde o primeiro dia de fisioterapia com exercícios leves (isometria) associados à eletroterapia para estimular o quadríceps e fazer a drenagem do edema.

Os exercícios com carga, realizados com extensora e leg press, e os agachamentos livres, em média, começam após três meses de cirurgia, com indicação médica. Mas isso vai variar com o tipo da cirurgia feita, podendo ser iniciado mais cedo.

É muito importante ressaltar que todo o processo de recuperação deve ser acompanhado por um fisioterapeuta porque é ele quem vai definir as etapas de evolução. Todos os exercícios devem ser realizados com angulações específicas para não estressar a articulação e causar desgaste articular, tendinites ou até mesmo perder a cirurgia.

– O paciente pode fazer exercícios em casa, fora das sessões de fisio? Se sim, o que é recomendado fazer?

Pode sim, mas só no início do tratamento. Nesse caso, podem ser feitos os alongamentos e os exercícios isométricos e os de ganho de ADM, que serão ensinados pelo fisioterapeuta.

Na fase de fortalecimento com carga, os exercícios devem ser feitos somente nas sessões de fisioterapia porque devem ser supervisionados.

– Falando em fortalecimento, este trabalho deve ser priorizado para sempre? Quais as recomendações?

O fortalecimento é contínuo. Ainda mais se o paciente pretende retornar às atividades físicas regularmente. Após a alta da fisioterapia, esse fortalecimento pode ser feito em uma academia. O ideal é que, mesmo na academia, a musculação seja acompanhada por um educador físico que tenha experiência em trabalhar com pacientes que fizeram cirurgia do LCA.

– Dizem que um joelho operado nunca mais será como o “original de fábrica” e a pessoa terá que redobrar os cuidados com a articulação para sempre. Você concorda com isso?

Após todo o tratamento de recuperação, o paciente tem vida normal. Um atleta, por exemplo, volta à atividade sem restrições. Tenho pacientes que relataram que o joelho operado é mais firme que o outro. Tudo depende se a reabilitação foi feita de forma correta.

– Existe a possibilidade de sofrer uma nova ruptura de LCA no joelho operado anteriormente? Geralmente costuma ser uma lesão pior? A pessoa vai sentir a mesma dor que ela sentiu na primeira lesão?

A possibilidade existe, mas depende do mecanismo de lesão, que pode ser de um simples falseio ou entorse. Mas a chance de uma nova ruptura só aumenta se o quadríceps não estiver fortalecido e o sistema proprioceptivo não estiver ativado. Por isso é importante manter os exercícios de fortalecimento após a alta da fisioterapia. Os cuidados redobram principalmente aos praticantes de atividades físicas esporádicos, os atletas de finais de semana.

Se a eventual segunda ruptura do LCA será pior ou não, vai depender do mecanismo de lesão. Já a dor, é a mesma.

 

Ufa! Quanta coisa!

Eu dei um baita de um trabalho pro Dr. Rodrigo quando mandei o questionário pra ele, coitado. hahahah Mas ele foi super atencioso comigo (e com vocês também, né?) e acho que conseguiu responder com sucesso todas as dúvidas sobre o assunto que surgiram aqui no blog por comentários ou e-mail!

E para quem me pergunta sobre dicas de exercícios de reabilitação ou de fortalecimento do joelho no pós-cirúrgico, como vocês sabem, eu não sou educadora física nem fisioterapeuta, então não poderia indicar nada a ninguém. O que eu sempre sugiro é que vocês troquem uma ideia com profissionais da área e sigam as orientações deles. Foi o que eu fiz e é o que todo mundo faz.

A recuperação, no final das contas, não tem mistério: apenas paciência e trabalho duro no pós-operatório. E se você estiver em boas mãos, como vejo muitos pacientes nas mãos do Dr. Rodrigo, pode ter certeza que vai dar tudo certo e mais rápido do que você imagina!

Se você quiser contatar o Dr. Rodrigo pra tirar dúvidas ou pra iniciar um tratamento top de linha (LCA ou qualquer outra lesão, ou até mesmo prevenção de lesões), anote os contatos dele:

Clínica Sport Fisio Center

Endereço: Rua Francisco Berling de Macedo, 120, Centro – São José dos Campos (SP)

Telefone: (12) 3028-6446

E-mail: sportfisiocenter@gmail.com

Facebook: fb.com/sportfisiocenter

Instagram: @sportfisiocenter

Boa recuperação! ♥

15 Comments

  • Julio Moriggi

    October 16, 10 2015 04:27:29

    em quanto tempo em média demora para recuperar a extensão total após cirurgia de LCA? Estou há 3 meses de PO e ainda não possuo extensão total, minha musculatura está bem atrofiada, será que pode ter relação?

    • Ticiane Toledo

      October 19, 10 2015 09:42:40

      Oi, Julio! A recuperação depende do protocolo utilizado pelo fisioterapeuta e da sua participação e empenho no processo. Tem um outro post aqui no blog onde meu fisioterapeuta tira as dúvidas sobre tempo de recuperação e inclusive sobre a musculatura que atrofia após o procedimento, olha só: http://vidafit.com.br/blog/faq-ligamento-cruzado-anterior/ Acho que vai te ajudar =)

  • Francine

    November 03, 11 2015 07:40:45

    Olá Ticiane. Gostaria de saber se tem algum tipo de exercício ou atividade que deve ser evitada logo após a cirúrgia e o porque ?!

    • Ticiane Toledo

      December 09, 12 2015 06:54:30

      Oi, Francine! Tudo bom? Puxa, não sei te responder isso porque não sou médica nem fisioterapeuta. Vou ficar te devendo essa resposta, mas por experiência, logo depois da cirurgia, eu só fiquei na fisioterapia mesmo. Academia só pude retomar depois de quase 6 meses de pós-operatório e seguindo protocolo de treinamento bastante limitado, focado em fortalecimento (não hipertrofia).

  • Helens

    February 11, 02 2016 12:59:05

    Ola tenho 18 anos e vai fazer um ano que operei o meu lca. Confesso que por bobagem nao continuei a fiso, me arrependo. Enfim sinto estalos no meu joelho e uma folga sera q é normal ? Pois ainda tenho mt que fortalece minha musculatura. Sinto medo de ter feito algo errado pois ainda me sinto mt frustada ate hj pela lesão, foi a coisa mais tola da minha vida e me impossibilitou de fazer mts coisas nesse meio tempo… Enfim adorei encontrar seu blog é o exemplo que precisa para me motivar a não me conforma com essa situação, nao sou totalmente indepedente, preciso dos meus pais, mas so eu sei oque passo com meu joelho por isso procuro um emprego pra pode me cuidar melhor… Preciso voltar ao meu medico mas ja estou providenciando isso mas ate la nao suporto essa duvida. Abraços e obrigado por compartilha sua experiência, sempre que a preguiça vier e eu me sentir incapaz ou quiser desistir lembrarei de voce e terei forças pra continuar a superar isso !! Beijos !

    • Ticiane Toledo

      February 11, 02 2016 07:17:20

      Oi, Helena! Muito obrigada por considerar minha história como um reforço aí na sua motivação diária. Fico muito feliz mesmo! E você tá no caminho certo: corra atrás, faça o que pode com o que tem à disposição. Infelizmente não sei como te ajudar muito além do que fiz com este post e tentando te acalmar, porque não posso prescrever exercícios pra você fazer em casa (por n motivos éticos, rs) e nem sei te dizer se o que você está sentindo é normal ou não. Mas vá atrás das suas respostas, não se conforme com o que te incomoda, não se limite às frustrações. Você é muito nova pra isso, querida. Vai em frente que vai dar tudo certo! Super beijo

  • edson

    June 18, 06 2016 08:46:46

    eu tenho 20 dia de cerogia sinto muitas do no tonozelo e na parte detrais e nomau

    • Ticiane Toledo

      July 05, 07 2016 12:35:20

      Oi, Edson! Na região posterior é normal. No tornozelo, desconheço porque não tive esse sintoma. De qualquer forma, é melhor sempre consultar seu médico e fisioterapeuta para tirar dúvidas específicas sobre seu caso, ok? Melhoras!

  • rogerio

    July 01, 07 2016 12:33:05

    Estou indo para a minha terceira reconstruçao do lca parece que agora a coisa complicou meu medico disse que talvez tenha que fazer enxerto osseo para preencher os tuneis com a retirada dos pinos e parafusos das cirurgias anteriores gostaria de saber um pouco mais sobre isso visto que e dificil encontrar 3 rompimentos no mesmo ligamento…obrigado

    • Ticiane Toledo

      July 05, 07 2016 12:02:10

      Oi, Rogerio, tudo bom? Como não sou médica nem fisioterapeuta, não tenho condições de te explicar esse ponto, ok? O mais indicado é sempre trocar uma ideia com seu médico e eliminar todas as dúvidas. Abraço e boa recuperação!

  • Adriane

    November 08, 11 2016 09:38:42

    oi..gostei de mais do esclarecimento,mas gostaria de saber de uma coisa.Tenho uma cirurgia plastica marcada para dia 28/12 abdominoplastia+lipo+silicone e irei fazer a cirurgia de LCA dia16/11 sera que poco fazer as duas sem problemas,sem uma atrapalhar a outra??Obrigada

    • Ticiane Toledo

      November 18, 11 2016 11:01:54

      Acredito que não seja o ideal, Adriane, porque você vai estressar muito seu corpo com duas recuperações simultâneas. Programe-se melhor nesse sentido que você vai se sentir melhor e se recuperar melhor de ambos os procedimentos. Abraço!

  • Anderson

    November 17, 11 2016 10:05:14

    Oi Ticiane, parabéns pelo ótimo post, bem explicado, bem organizado e estruturado. Só fiquei com uma dúvida que talvez vc ou alguém tenha a resposta: Lá em cima disse que mulheres, a maioria, são VARO (joelho pra dentro) e por isso tem mais facilidade de ter lesão de LCA. Mas e homens que são VALGOS (joelho pra fora) tbm é fácil ter lesão? Mesmo depois de um pós op. correto é arriscado ter uma nova lesão, mais fácil, por ser VALGO? Obrigado.

    • Ticiane Toledo

      November 18, 11 2016 10:40:54

      Oi, Anderson! Obrigada pela visita. A informação que dei no post foi fornecida pelo meu fisioterapeuta na época, então realmente não saberia te responder porque não tenho conhecimento técnico na área 🙁

O que você achou?