açúcar alternativas substituição
1 Gostou

3 alternativas para substituir o açúcar

Eu invejo as pessoas que não gostam de açúcar. De verdade.

E admito mais uma coisa: adoro doce e me dou ao luxo de comer “unzinho” de vez em quando porque, afinal, eu também sou de carne e osso (e gordurinha também, mas esse eu pretendo ir eliminando aos poucos, rs). E como sem culpa. Hoje sou super bem resolvida com relação a isso.

Isso porque eu acredito que o problema não está no açúcar, mas na forma como a gente o consome. Existem pessoas que pegam pesado nas porções de açúcar durante o dia, colocando a saúde em risco (vejam que aqui não estamos falando de estética, ok?), aumentando os riscos de desenvolver diabetes, se tornar obeso e, com isso, vem uma bola de neve de doenças e complicações. Isso sem falar que o açúcar pode provocar até mesmo dependência, segundo alguns estudos.

açúcar diabetes

Mas e aí? Como sair desse ciclo vicioso se o açúcar está em praticamente tudo o que consumimos na rua e compramos no supermercado?

A solução, caros leitores, é adaptar as receitas e refeições que fazemos nas nossas casas mesmo – onde temos controle sobre o que comemos. Por isso, preparamos uma listinha de 3 alternativas para substituí-lo:

mel adoçante natural

1. MEL

O mel é o meu queridinho e eu simplesmente AMO! Uso em saladas de frutas, vitaminas, refeições pré-treino (para dar aquela energia!), sucos… Tenho sempre em casa e só consumo mel de verdade, orgânico. Comecei a ter esse cuidado por causa dos meus pais, que só consomem mel que compram lá em MG, de origem confiável, sem nenhum processo químico ou industrializado. Faz diferença, acreditem. Quando não uso em nenhuma receita, consumo uma colher de chá toda manhã, puro. É que desde que criança eu ouvia minha mãe dizer que mel ajuda a prevenir gripes e resfriados, e como mãe sabe das coisas, adotei como hábito. [se alguma nutri estiver lendo esse post, fique à vontade para dizer se isso está certo ou não! rs] 

O consumo do mel, além de tudo, traz muitos benefícios para o nosso corpo: possui ação antioxidante, minerais, ação antimicrobiana e ainda é um calmante natural.

É lógico que, assim como o açúcar, o mel não está liberado e nem pode ser usado deliberadamente. Bom senso e cuidado com os excessos, hein?

stevia adoçante natural

2. STEVIA

Aqui em casa só entra desse 🙂 Para quem ainda não conhece, a stevia é um adoçante natural derivado de plantas da América do Sul, vendido em pó ou líquido, e que possui algumas características bem interessantes:

– A stevia não provoca picos de insulina após a ingestão, ao contrário do açúcar que conhecemos.

– A stevia pode adoçar até 300 vezes maior que o do açúcar! Por isso, a gente usa doses bem menores do que o açúcar ou os adoçantes tradicionais) e isso faz com que o produto renda muito mais, tendo um custo x benefício muito mais interessante e que faz valer o valor pago no supermercado.

Atenção aos rótulos: algumas marcas anunciam seus adoçantes com stevia, mas na verdade eles não são feitos 100% dela e levam uma mistureba de adoçantes artificiais (aspartame) que mandam toda a ideia da troca saudável por água abaixo. Assim não vale, né? 🙁

agave adoçante natural

3. AGAVE

Conheci o agave faz pouquíssimo tempo. Nunca o consumi, mas sempre que busco por alternativa ao açúcar, acabo dando de cara com o tal.

O agave tem sua origem no México e é um adoçante natural extraído de uma planta mexicana (a mesma que dá origem à tequila, pasmem!), com uma coloração bem parecida com a do mel. Assim como a stevia, tem um poder de adoçar bem maior do que o do açúcar, além de ser uma boa fonte de minerais, e possui apenas 3,34 calorias por grama (!). Você pode encontrar o agave tanto em lojas de produtos naturais como em supermercados.

Bacana, não?

E, como de praxe, aqui vão alguns alertas básicos:

– Tem diabetes ou histórico na família? Tome cuidado em dobro! Consulte um nutricionista de confiança para conhecer as formas mais recomendadas para você substituir o açúcar na sua dieta diária.

“Tudo em excesso é veneno”. E é verdade mesmo. Natural ou não, todas essas alternativas devem ser consumidas com moderação. Do contrário, elas também vão aumentar o nível de açúcar no sangue, aumentando o risco de contrair diabetes e de aumentar a taxa de gordura ruim no corpo.

– Não adianta usar essas substituições se você continua caindo de boca num pacote de bolacha recheada ou se come 1 barra de “chocolate” branco todo dia. Se você quiser realmente sentir os benefícios de uma vida com menos açúcar, reduza também o consumo de alimentos industrializados, porque estes em sua grande maioria só contém açúcar e adoçantes artificiais que só fazem mal ao longo dos anos.

Desapegue do açúcar (seja ele o refinado, mascavo ou as alternativas que demos ali em cima). Se você sentiu que o alimento já está doce, para que adoçar mais? É o caso dos sucos naturais, uma vez que as frutas já possuem açúcar natural (a frutose). A gente tem essa mania (sim, mania!) de adoçar tudo porque a indústria alimentícia acostumou nosso paladar dessa forma. Tente limpá-lo e você vai notar a diferença na forma como percebe – e se delicia – com o real sabor dos alimentos.

 

Alguém aí já usa essas alternativas ao açúcar? Conhece outras? Compartilhe! 😉

1 Comment

O que você achou?